POR MELHORES RELAÇÕES TRABALHISTAS

Amigos, tivemos, no mĂȘs de agosto, o 63Âș ENAGECEF na cidade do Rio de Janeiro. Por mais uma vez, levamos e debatemos as demandas do movimento gerencial a fim de darmos encaminhamento Ă s reivindicaçÔes de melhorias para a categoria junto Ă  nossa Empresa.

Nas questĂ”es mais debatidas, ficou evidenciada a recorrĂȘncia de prĂĄticas abusivas de cobranças de metas, aplicação indiscriminada e mau uso do MO, ausĂȘncia de feedback como ferramenta de desenvolvimento pessoal alĂ©m de muitas outras açÔes arbitrĂĄrias que podem ser configuradas como prĂĄticas de assĂ©dio moral, muitas das vezes, inconscientes.

Neste aspecto, tivemos, durante todo o mĂȘs de setembro, diversas açÔes relacionadas Ă  campanha mundial “Setembro Amarelo” de prevenção ao suicĂ­dio, em que tais desvios de condutas foram repudiados e trouxe o assunto Ă  mesa para ser discutido a fundo e deixar de ser apenas mais um tabu na sociedade.

O mĂȘs jĂĄ passou, mas nossa luta por relaçÔes trabalhistas sadias continua. As AGECEF de todo o paĂ­s e a FENAG iniciaram açÔes do combate do AssĂ©dio Moral no trabalho, conscientizando, orientando e tomando providĂȘncias junto Ă  CAIXA para abolirmos essa prĂĄtica perversa de vez. Portanto, trazemos um especial sobre o tema com artigos abordando aspectos jurĂ­dicos e sociais.

Uma de minhas maiores motivaçÔes quando aceitei, de coração e doação, ser presidente da AGECEF/SP, foi a de combater o assĂ©dio moral de fato, pois somente quem jĂĄ sofreu isto sabe as consequĂȘncias que esta prĂĄtica pode desencadear na vida de uma pessoa. O mais triste Ă© o fato de que quem presencia se omitir ou fingir que tudo o que acontece Ă© normal. Por medo, talvez? Corporativismo? Precisamos mudar isso de vez e tudo começa em nosso prĂłprio quintal.

Um lembrete importante: em novembro, teremos eleiçÔes na AGECEF/SP. Se vocĂȘ se identifica com nosso trabalho, venha fazer parte desta famĂ­lia. O processo Ă© democrĂĄtico e com total lisura. TambĂ©m abriremos inscriçÔes para chapas alternativas. O importante Ă© mantermos a consciĂȘncia do objetivo comum de melhorias, defesa do movimento associativo e de uma disputa saudĂĄvel e respeitosa.

Acompanhe as açÔes em nossas mĂ­dias e grupos. E caso vocĂȘ seja vĂ­tima ou testemunha de algum episĂłdio que possa ser considerado AssĂ©dio, nos procure. Somente assim, poderemos nos ajudar. E reforço: somente unidos e participativos teremos mais força e representatividade para propiciar mudanças. Vamos em frente!

Abraços,

Ed Marcos Saba
Presidente da AGECEF/SP