Aproveitando o gancho da palestra sobre a ¬ďJornada de Her√≥i¬Ē proferida pelo professor Claudio Queiroz no √ļltimo ENAGECEF, Gestores em Pauta o entrevistou novamente, desta vez, a fim de aprofundar um pouco mais acerca do conceito do ¬ďMonomito¬Ē e provocar uma reflex√£o associando-o aos desafios t√£o comumente enfrentados pelos profissionais, sobretudo, da √°rea de gest√£o.

O que é a Jornada do Herói?

√Č o percurso que algu√©m faz em um objetivo de vida, de uma miss√£o especial ou de prop√≥sito dividido em etapas. Temos v√°rias jornadas do her√≥i em nossa exist√™ncia. Dentre elas, a jornada para o alcance da primeira fun√ß√£o gerencial ou mesmo a jornada de uma mudan√ßa de cidade de morada; a jornada de implanta√ß√£o de uma nova estrutura ou de um novo projeto; temos jornadas mais longas como o casamento. A de criar e educar um filho.

Como ela se desdobra?

Em doze etapas e cada uma tem seus aprendizados e desafios.

Qual é sua missão?

Expandir a mente das pessoas para que elevem sua maturidade emocional, alcancem a autonomia, e possam ¬ďfazer escolhas conscientes¬Ē que potencializem seu n√≠vel de prosperidade e felicidade.

Quais as caracter√≠sticas inerentes de um ¬ďher√≥i¬Ē?

São muitas como coragem, persistência, resiliência, paciência e humildade; as virtudes humanas. Acredito que quando um ser humano abraça as virtudes eleva sua capacidade de ser um Herói.

Todos nós somos ou podemos ser Heróis?

Todos somos convidados a percorrer a jornada do Her√≥i em diferentes dimens√Ķes, est√°gios e momentos da vida. Alguns aceitamos, outros recusamos; em uns somos vitoriosos, em outro nos faltam algo, por exemplo, persist√™ncia e, ent√£o, fica dif√≠cil chegar at√© a √ļltima etapa da jornada.

Qual √© a relev√Ęncia dessa reflex√£o aos gestores?

Os Gestores de toda organiza√ß√£o s√£o convidados para v√°rias jornadas. Ter consci√™ncia das etapas de cada uma prepara a alma humana para os aprendizados e desafios do processo. √Č muito interessante conversar com algu√©m sobre cada etapa de sua jornada - como obter uma promo√ß√£o para uma fun√ß√£o maior - e nesta conversa, as pessoas t√™m clareza que viveu uma JORNADA com v√°rias etapas. Algumas confessam que quase desistiram, mas foram testes para o Her√≥i chegar ao objetivo.

Como os l√≠deres podem trazer essa din√Ęmica √† sua vida real, sobretudo, aos constantes desafios da rotina profissional?

√Č interessante verem todas as etapas e se prepararem para alcan√ßarem o √™xito, lembrando que cada etapa envolve um aprendizado.

Para você, que competências os profissionais de hoje precisam desenvolver para que persigam suas jornadas e alcancem o sucesso?

Primeiro, a clareza do prop√≥sito pessoal ¬Ė a√≠, entra a compet√™ncia Vis√£o Estrat√©gica e as duas compet√™ncias Relacionamento Intrapessoal e Interpessoal que, Daniel Goleman denominou de Intelig√™ncia Emocional. Em seguida, vem todas as compet√™ncias que auxiliam no percurso como negocia√ß√£o, criatividade, gest√£o da mudan√ßa, lideran√ßa, tomada de decis√£o, trabalho em equipe e vis√£o sist√™mica.

Em sua opinião, o que é um verdadeiro herói?

√Č aquele que, de forma consciente, escolheu suas jornadas relacionadas aos seus valores, virtudes e prop√≥sito e, com muita energia, direcionou suas for√ßas para alcan√ßar, de forma √©tica, seus objetivos. √Č, em ess√™ncia, aquele que no final das jornadas, afirma que tudo foi um aprendizado.

Como foi sua jornada de Herói?

Foram muitas, dentre elas, sair de minha cidade e superar desafios para, hoje, ser professor de p√≥s e MBA das melhores institui√ß√Ķes de ensino superior e palestrante no cen√°rio competitivo do Brasil. √Č uma jornada com v√°rias jornadas. Somente agrade√ßo a centenas de amigos e parceiros da CAIXA que acreditaram em mim e me auxiliaram a superar meus desafios. Superada uma jornada, a vida nos apresenta um novo convite e, assim, iniciamos uma nova. Sou muito grato √† experi√™ncia da instrut√≥ria da CAIXA por 25 anos que elevou minha capacita√ß√£o e modelou minha alma.

Que mensagem você deixa aos gestores?

Sejam felizes em suas escolhas de jornada. Os ¬ďinimigos¬Ē e as ¬ďprovas¬Ē foram meus verdadeiros mestres para elevar minhas compet√™ncias e potencializar a minha cren√ßa de que era poss√≠vel. E de que eu posso.